domingo, 6 de dezembro de 2009

Por postar...

Esse "poeminha" estava perdido aqui, resolvi postar, mas ele é tristinho...não liguem euheuhe



Perdoe o vazio do meu peito
Mas medo eu tenho demais
Não julgue o vazio de minha alma
Preciso de palmas, não vivo mais

Tudo o que é bom exala sangue
E cheira a lixo
Desarmada e cega
Fingindo compromisso, no more no more


Vivendo em um mundo sem domingo
Sem domingo a semana se perde
Se perde no peito e me pede

Vitória, mas da minha memória
Não da pra partir

Como é a rotina do amor
Se a dor é faca
Se o dia é farsa
E a noite se vai em angústia de anos

Quem ri sempre da mesma piada
É porque nunca a entendeu
Quem sofre sempre pelo mesmo motivo
É porque um grande tempo perdeu

3 comentários:

Dan Potter disse...

triste mesmo ''(

R' Delights disse...

Ótimo poema! Parabéns... eu entendi tudo o que você quis dizer com ele! Dá-lhe Isabella, A ESCRITORA! hahaha

R' Delights disse...

poxa... algumas coisas q vc me diz é diferente do q eu to vendo!!! Eu não sei se tenho dó d mim, dele ou de nós dois! =\